2020: ame-se primeiro

A cor da roupa, da calcinha ou dos seus acessórios não determinará se você terá um bom ano. Na nossa vida, tem momentos de alegria, êxtase, calmaria e também de tristeza ou até mesmo desânimo.

São sentimentos momentâneos que somente nós mesmas determinaremos o tempo que eles irão perdurar em nossa vida.
Às vezes noites mal dormidas podem nos deixar pra baixo. Assim como circunstâncias catastróficas, a perda de um ente querido ou um emprego, um relacionamento que não deu certo, etc. Mas depende de nós e não das cores.
Depende da nossa mente e de onde depositamos a nossa fé, depende do nosso esforço e dedicação para ter uma vida melhor e projetos bem-sucedidos.
Depende de nós, intensamente de nós e da nossa capacidade de perdoar, de amar e de sermos agradecidas.
Depende de nós e do nosso amor próprio determinar o quanto permaneceremos nos permitindo sofrer.
Já diziam os poetas na canção amor para recomeçar: “Quando você ficar triste que seja por um dia e não o ano inteiro.” … “E quando estiver bem cansada, ainda exista amor [PRÓPRIO] pra recomeçar.”

Desejo que vocês tenham um 2020 glorioso, cheio de sonhos realizados, ações bem-sucedidas, muita saúde, paz e amor.

Um grande abraço,
Claudinha

Você também pode gostar de ler