Como escolher um bom pediatra

Imagem: Freepik

Ter um pediatra que trabalhe com excelência acompanhando a saúde e o desenvolvimento de seu filho faz toda a diferença.

Listarei abaixo alguns pontos que considero importante:

1° Indicação
Busque referências com conhecidos, pesquise na internet e leia depoimentos de pacientes. A pediatra da Elis foi indicação de uma pessoa que é extremamente zelosa com a saúde.

2° Disponibilidade
Mães de primeira viagem têm muitas dúvidas e ter o contato do pediatra evita que você tenha que levar seu bebê a todo instante num Pronto Atendimento. Eu tenho o número do celular e tiro as dúvidas pelo Whats App com a pediatra da minha filha. Desse modo, não precisei expor a Elis a milhares de vírus, bactérias e doenças que um Pronto Atendimento pode ter.

3° Duração da consulta
Bebês precisam ser pesados sem roupas, medidos e examinados (ouvidos, olhos, órgão genital, abdômen e garganta). Todos esses procedimentos levam tempo e não devem ser feitos com pressa. Nossas consultas duram de 40 minutos a uma hora.

4° Amamentação
O leite materno é o alimento mais completo para os bebês. Um bom pediatra incentiva a amamentação exclusiva e em livre demanda. Recomendação de leite artificial será o último recurso.

5° Empatia, segurança e confiança
É imprescindível confiar no profissional que será responsável por ajudar a cuidar da saúde de seu filho. Você precisa se sentir confortável quando for esclarecer suas dúvidas e sair das consultas com todas elas sanadas, segura de que as orientações são as melhores.

Eu tenho algumas amigas que estão com bebês e sempre ouço relatos de mau atendimento. Pediatras que atrasam muito a consulta, atendem com pressa, com rispidez e não passam nenhum contato em caso de emergência. Se esse for o seu caso, procure outro profissional que tenha amor pelo o que faz.

 

 

Você também pode gostar de ler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *