Como fazer a adaptação na escolinha

Eu li que era bom levar algum objeto familiar, por isso colhi uma flor e ela ficou com a florzinha a aula toda.

Já faz um tempinho que tenho sentido a necessidade da Elis socializar com outras crianças e fazer alguma atividade direcionada.
Por mais que eu me esforçasse para levá-la a um parquinho ou combinar de encontrar com alguma amiga que tenha filhos, esses momentos de socialização eram raros.
Então nós decidimos fazer a matrícula dela numa escolinha de inglês. Escolhemos a Pingu’s English (em outro momento comentarei mais sobre a nossa decisão e também sobre essa escola).
Como a Elis só fica comigo, procurei me informar sobre como fazer a adaptação na escolinha e a Pedagoga Graciele Santos Quintana, mãe da Catarina, de 2 anos e 5 meses, tirou todas as minhas dúvidas. Confira a entrevista.

Como preparar a criança para essa mudança de rotina?
Crianças pequenas recebem a mudança com menor resistência quando avisadas com antecedência.
Prepare o psicológico dela colocando falas sobre a escola durante atividade cotidianas.
Ex: vamos colorir esse desenho juntas?
Lá na escola você vai colorir bastante com seus amigos e professoras.

Quais orientações para levar a criança ao primeiro dia de aula?
Primeiro de tudo, certifique-se que você responsável está preparado para esse momento.
Digo isso, pois já presenciei casos onde a criança está tranquilissíma e a mãe está em desespero total.
Isso afeta com certeza no processo de adaptação!
Continue na rotina habitual, mas insira o momento “ir para a escola” como um acontecimento gostoso e especial.
Leve a criança junto no momento de preparar o lanche (se for necessário), façam a mochila juntos, explique, converse, transforme esse momento em uma parceria gostosa entre família.

O período de adaptação deve ser de quanto tempo?
Eu não acredito que exista uma “regra” para o período de adaptação. Cada criança é única e reage de uma maneira diferente, frente a desafios.
Pergunte a professora do seu pequeno como está sendo e qual o tempo que a escola escolhida determinou para esse momento.
Geralmente as escolas determinam uma semana para a adaptação.

Quais os maiores desafios na adaptação na escolinha?
A falta dos pais e do ambiente familiar.
Por isso é de extrema importância a escolha da escola, pois, ali será o ambiente onde seu filho passará
bastante tempo.
Trabalhar com a criança que o papai e a mamãe irão voltar para buscá-la. Tente entender o sentimento causado por deixá-la na escola, mas explique que é
uma nova etapa e que logo ela irá se adaptar.

Quais os sinais de que a adaptação escolar não foi boa?
Choro acompanhado (ou não) por comportamentos parecidos com os da famosa “birra e manha” que persistam durante semanas/meses.
Se o desfralde já ocorreu, às vezes a criança volta a fazer xixi e cocô nas calças (nos primeiros dias pode ser considerado normal, devido à grande mudança, mas precisa cessar com o tempo). Caso não cesse, os pais precisam ficar atentos.

Qual o papel do educador na adaptação da escola?
O docente tem o papel fundamental de criar vínculo afetivo com a criança. De primeiro momento cito o vínculo afetivo de: abraçar, cuidar, escutar, brincar, entrar no mundo da criança para que ela se sinta amada, acolhida e protegida. Logo a seguir, fazê-la desenvolver o vínculo com a aprendizagem diante de todas as novidades que estarão logo a frente daquele pequeno ser que inicia sua jornada escolar.
A escola é um ambiente fantástico e traz benefícios imensuráveis tanto para o cognitivo quanto para o social de cada criança.

 

Você também pode gostar de ler