Dicas para abordar a chegada de um bebê para crianças pequenas

Foto: Brenna Codonio

No mês passado, eu recebi várias sugestões de pautas para abordar aqui no blog. Uma delas foi sobre como anunciar a gravidez e a chegada de um novo bebê para crianças pequenas. Quem discorreu sobre esse assunto, trazendo dicas valiosas foram as psicólogas Isabella Bassetti e Thatiana Bertoncello da clínica Lamvie.

Como abordar a chegada de um irmão de uma criança pequena?
Encontrar o momento e a maneira certa de contar a novidade para a criança é uma preocupação comum entre os pais. É importante que os pais contem a notícia para o pequeno de forma sincera e natural sem muitos detalhes para não confundir a cabeça do pequeno, de preferência em um ambiente calmo e sem distrações.
O ideal é que a notícia seja dada com um tom positivo, mostrando que é uma novidade legal para a criança, que ela está ganhando um irmão, alguém que poderá contar e ensinar muitas coisas pelas quais ela já passou. As crianças podem reagir de diferentes maneiras, algumas ficam alegres, outras não entendem muito bem o que está acontecendo e outras ficam enciumadas, respeitar seu tempo e não repreender a emoção da criança é fundamental.

Algumas dicas de como “preparar” a criança para receber um novo membro na família?
• Compartilhar as novidades com o filho mais velho sobre o desenvolvimento do irmão sempre que possível é muito importante para que ele se sinta incluído. É interessante também relembrar da mesma fase que passou quando o filho mais velho tinha a mesma idade, desta maneira se sentirá acolhido e entenderá que assim como o irmão mais novo, já foi pequeno.
• Ficar atento as preocupações e responder as perguntas da criança pode auxiliá-la a esclarecer algumas questões, diminuindo possíveis apreensões.
• Envolver a criança em algumas decisões como escolher a decoração do quarto, roupas e o nome do bebê, irá fazer com que a criança se sinta importante e participando da vida do irmãozinho.

Como os pais podem lidar com as atitudes que demonstram ciúmes durante a gravidez?
O ciúmes de forma geral é mais comum acontecer após o nascimento do bebê, pois é nessa fase que a criança começa observar de fato o que é ter um irmãozinho, um bebê que dorme, chora, mama e que demanda muita atenção dos pais e familiares. Acontecendo ciúmes após o nascimento ou durante a gestação, é muito importante que os pais escutem e conversem com a criança, sem julgar ou reprender, acolher e compreender que a criança está passando por uma grande mudança é muito importante.

E depois que o bebê nasce a estratégia muda já que a criança terá que dividir a atenção dos pais com o recém nascido?
Sim, a estratégia muda. A chegada do bebê transforma o ideal de um irmão em um irmão real, esse momento pode ser difícil para a criança, além de ocupar um novo papel em sua família como irmão mais velho, também terá que dividir a atenção dos pais e seus familiares. Por isso, é muito importante que os pais estejam atentos aos comportamentos e manifestações que a criança demonstra.
Estimular a ajuda e participação da criança aos cuidados do bebê é sempre muito bom e fortalece o vínculo familiar e também dos irmãos, sempre que houver manifestações de afeto ou gestos de ajuda para os cuidados do irmão elogie e valorize a atitude do irmão mais velho.
É imprescindível demonstrar que apesar das mudanças de rotina e no ambiente os pais estão presentes e se preocupam com o bem estar da criança, a comunicação nessa fase é fundamental. Separe um tempo do seu dia para passar o filho mais velho, assim ele entenderá que o amor não mudou.

Qual a sua opinião sobre o “bebê” trazer um presente para o irmão mais velho quando nascer?
Toda manifestação de afeto e carinho entre os irmãos e a família são importantes, o presente do bebê para o mais velho, pode contribuir para que esse primeiro encontro seja leve, pois demonstra que o bebê veio para agregar a família e não roubar seu lugar, transformando a ansiedade e medo desse primeiro encontro, em um momento alegre.

De um modo geral (não só para a fase de nascimento) como lidar com ciúme entre irmãos pequenos?
Como já foi dito é muito importante que os pais fiquem atento as manifestações comportamentais e emocionais das crianças. A chegada de um irmão pode proporcionar diferentes reações nas crianças e é natural que em algum momento a criança manifeste sinais de ciúmes. De modo geral o ciúmes demonstra que a criança precisa da reafirmação do amor de seus pais, e importante que os pais tenham paciência demonstrando carinho juntamente com regras bem determinadas.

Cuidado com sinais de retraimento, agressividade ou depressão. Sempre que necessário procure um profissional, ele pode te orientar e intervir, para que você e seus filhos desenvolvam um vínculo familiar saudável.

Você também pode gostar de ler