Nina Morena é nova colunista no aqui blog

Olá pessoal! Meu nome é Nina Morena, tenho 32 anos, um casamento de 12 anos e uma filha de 2 anos.
Sou Fisioterapeuta há 9 anos e em 2013 me especializei em Fisioterapia Pélvica, pela Faculdade Inspirar (SP) e no ano seguinte em Ginecologia pela Universidade Federal de São Paulo. Trabalho desde então somente nessa área, com atendimentos e consultas, mas também como professora e coordenadora de Pós-Graduação.
Como muitas coisas na vida, acredito que não fui eu que escolhi a Fisioterapia Ginecológica, mas foi ela que me escolheu. Quanto mais eu estudava, mais entendia o quanto essa região pélvica é afetada pela nossa cultura, pela nossa educação, crenças, religião. É um caminho libertador para mim e para as pacientes. É lindo! Hoje eu atendo homens, mulheres e crianças com disfunção do assoalho pélvico, ou seja, com incontinência urinária, incontinência fecal, “queda” de órgãos (por ex. “bexiga baixa”), dor pélvica crônica, pré e pós-parto e etc.
Além disso, atendo semanalmente no Projeto Afrodite, onde recebemos somente mulheres com disfunções sexuais femininas. Mulheres de todas as idades, com queixa de diminuição do desejo sexual, dificuldade para atingir o orgasmo, dor na relação, entre outras queixas. Trabalhamos numa equipe multiprofissional formada por médicos, fisioterapeutas e psicólogos. Apesar de a atuação da Fisio ser mais corporal, mais física, não tem como fugir de uma abordagem terapêutica, no sentido da terapia sexual. Preciso dizer que amo minha profissão, amo ver mulheres se libertando, sendo felizes, casamentos restaurados e vidas transformadas.
Claro que a Fisioterapia não é única coisa da minhas vida. Nos períodos de folga, não perco a oportunidade de sair pra dançar com o marido e passear com a filha. Dividimos nossa rotina entre São Paulo e Curitiba, o que deixa tudo muito mais dinâmico e animado!

Você também pode gostar de ler