Saiba quando levar seu filho no ortodontista

Você sabia que existem problemas na formação dos ossos que interferem não somente na estética, mas também no crescimento dos dentes?
Saiba que alguns desses problemas precisam ser corrigidos na infância, pois podem ocasionar dores e entre outros problemas.
E quem não quer que os filhos tenham um belo sorriso com dentes branquinhos e alinhados?
Para saber os tipos de problemas, quais a soluções e quando é a melhor idade para tratar, eu conversei com a Dra Gabriela Biesuz, da clínica infantil Lamvie. Ela é especialista em pacientes com necessidades especiais e está finalizando a especialização em ortodontia. Confira!

O que causa a má-oclusão dos dentes e quais fatores favorecem essa malformação?
Vários fatores podem causar as má-oclusões dentárias. Fatores internos e externos.
O Fator interno é a genética. Pais que apresentam alguma má-oclusão têm grandes chances de passar essa má-oclusão para os filhos.
Já os fatores externos podem ser vários, por exemplo: Uso da chupeta, uso da mamadeira, hábito de chupar o dedo, hábito de roer unha, crianças que respiram pela boca, deglutição atípica, hábito de morder objetos (lápis, canetas, etc…), entre outros.

O que difere os dentes tortos que só atrapalham a estética das mordidas cruzadas?
As mordidas cruzadas são problemas esqueléticos que precisam de correção precoce. Nessa situação o problema em si está no osso, que não está crescendo e se desenvolvendo de forma adequada. Essa condição, além de favorecer que os dentes nasçam tortos por falta de espaço, também causam assimetrias nos ossos da face, dor, desconforto, problemas na ATM, dificuldade de alimentação, fala e respiração.
Segundo pesquisas, aproximadamente 25% das crianças apresentam algum tipo de mordida cruzada.
Esse problema pode ser facilmente corrigido na infância e início da adolescência com um aparelho ortopédico. Após o final da fase de crescimento (fim da adolescência e início da fase adulta) essa correção não é mais possível com o uso de aparelhos, somente com cirurgias ortognáticas.
Os dentes tortos devem ser muito bem avaliados para ver se estão encaixando de forma correta, se o paciente consegue fazer a higienização adequada, pois nesses casos fica mais difícil alcançar todas as faces do dente.

Quais os problemas que realmente precisam de correção?
Todos os problemas de má-oclusão precisam de correção. Alguns precisam de uma correção mais urgente que outras, mas todas merecem seus devidos cuidados. Vou citar alguns problemas que precisam de correção na ordem dos mais urgentes para os menos: Mordidas Cruzadas, Mordidas Abertas, Maxila Atrésica, Sobremordidas, Prognatismo/Retrognatismo e Dentes tortos.
Mordida Cruzada: Quando ao morder, os dentes de cima ficam por dentro dos de baixo, quando o correto é os dentes de cima ficarem por fora dos dentes de baixo.
Mordida Aberta: Quando ao morder, os dentes da frente não se tocam, ficando um espaço entre eles.
Maxila Atrésica: Quando o osso do céu da boca está muito estreito e não possui espaço suficiente para os dentes permanentes nascerem .
Sobremordida: Quando ao morder os dentes de cima cobrem totalmente ou quase totalmente os dentes de baixo.
Prognatismo: Quando a mandíbula, o osso de baixo, cresce mais que a maxila (o osso de cima).
Retrognatismo: Quando a mandíbula cresce menos que o osso da maxila.

Qual a melhor idade para fazer a correção dos dentes?
Segundo a Associoação Brasileira de Ortodontia (ABOR) o ideal é que a primeira consulta com um Ortodontista/Ortopedista Facial aconteça entre os 5 e 7 anos de idade. Nessa idade a correção ortopédica é muito mais fácil, indolor, de fácil adaptação para a criança e muitas vezes, uma intervenção adequada nessas idades, diminui o tempo de tratamento de aparelho ortodôntico fixo no futuro.

Dentes de leite podem usar aparelho?
Na fase de dentição decídua (dentes de leite) os aparelhos utilizados para as diversas finalidades são aparelhos ortopédicos, ou seja, aparelhos que podem ser apoiados em alguns dentes mas que na verdade atuam nos tecidos de suporte (Ossos, gengiva, língua e céu da boca).

Quais os tipos de aparelho e qual a finalidade de cada um?
Existem dezenas de tipos de aparelho para as mais diversas finalidades. Os mais populares e comuns são os Disjuntores, as Grades Palatinas, o Bionator de Balters, as Molas Digitais, Máscara facial e Aparelho fixo.
Os disjuntores são aparelhos utilizados para aumentar o céu da boca. É usado em casos de mordida cruzada (para descruzar), casos de palato atrésico (para planificar o céu da boca), casos de falta de espaço para o nascimento dos dentes permanentes, casos onde o paciente apresenta respiração bucal/ronco. Este aparelho é fixo e o tratamento leva em média 6 meses.
A Grade palatina é usada em casos de mordida aberta, casos onde o paciente apresenta o hábito de chupar chupeta/dedo e deglutição atípica. Este aparelho também é fixo e pode ser associado ao disjuntor ou não.
O bionator de balters é um aparelho móvel usado em casos onde a mandíbula do paciente não consegue se desenvolver adequadamente e acaba ficando pequena e para trás (retrognata). Este aparelho precisa de acompanhamento mensal e o tratamento dura em média 1 ano, mas pode durar mais.
As molas digitais são usadas em casos onde o paciente tem uma oclusão boa, harmônica, mas apresenta um dente cruzado ou fora de posição, neste caso optamos por esse aparelho móvel para a rápida correção. O tratamento precisa de acompanhamento mensal e o tempo de tratamento é muito variável.
A Máscara Facial é um acessório usado junto com os disjuntores quando o paciente apresenta um crescimento deficitário na maxila, no osso de cima. Geralmente nesses casos os pacientes apresentam mordida cruzada anterior e aparentam ter o queixo maior que o normal. Este tratamento precisa de acompanhamento mensal e dura em média 12 meses.
O Aparelho Fixo é o aparelho mais comum. É usado a partir da pré-adolescência para corrigir posicionamento dos dentes e a mordida. É usado apenas em dentes permanentes e que apresentem a formação completa da raiz.

Você também pode gostar de ler