Primeiro aninho da Elis: uma festa sem balões, brigadeiros e frituras

Foto: Raphael Villanova

 

Eu escolhi o tema quando ela ainda era recém nascida. Queria uma comemoração que fosse condizente com o tipo de alimentação que um bebê deve comer. Então, picnic foi o tema escolhido.

Optei por alimentos mais “saudáveis” e servimos sanduíches, salgados assados, salada de frutas, suco natural de laranja, água saborizada e o bolo.

A salada de frutas, o suco de laranja e a água saborizada foram feitos por mim e pelos meus pais que me ajudaram.

Foto: Raphael Villanova

Eu tentei fazer os bolos, minha ideia era fazer três nakeds cakes. Passei o domingo assando as massas e fazendo os recheios, mas na hora de desenformar quebrou. Eram 22 horas, eu cai em choro. Graças a Deus consegui uma pessoa que me alugasse um bolo fake e meu marido conseguiu encomendar um bolo. A comemoração aconteceu numa segunda-feira de feriado. (Então imagina o sufoco para conseguir esse bolo…rs)

Na segunda, de manhã, eu passei muito mal de dor de estômago. Acho que foi o nervosismo, quase não conseguia levantar da cama. Eu melhorei perto do meio dia e em uma hora consegui montar toda a decoração.

Foto: Raphael Villanova

Sobre a decoração

Busquei muitas referências de festas ao ar livre e fiz até um curso online sobre decoração de painéis.
Como a festa foi realizada no quintal de casa, que é bastante rústico, usei folhagens e flores para trazer beleza à decoração.

Tradicionalmente a decoração de um picnic é xadrez de branco e vermelho, mas quis fugir do tradicional e escolhi as cores branco, azul e amarelo.

Eu mesma costurei a toalha xadrez da mesa de salgados, fiz a flâmula, o varal de corações azuis em feltro e decorei com flores a letra E. Como lembrancinha nós demos saquinhos de biscoito de polvilho.

Local/clima

Durante um período, cogitei em fazer o picnic em algum parque. Mas por questões de logística e facilidade decidi fazer em casa mesmo. Marcamos a data por conta do feriado para facilitar a viagem dos meus pais que moram em Minas Gerais. Quem conhece Curitiba sabe que o clima é imprevisível e uma celebração ao ar livre só pôde ser realizada depois de muita oração. Se tivesse chovido, teríamos feito dentro de casa e não seria tão legal. Eu coloquei brinquedos e tatames no gramado para que os amiguinhos da Elis pudessem brincar.

Foto: Raphael Villanova

Os convidados

A parte de escolher os convidados é a mais difícil, pois nem sempre dá para convidar todas as pessoas que queremos por uma questão de espaço e orçamento. Então, depois de listar os familiares, nós chamamos as pessoas que nos visitaram na maternidade, que estiveram realmente presentes, que nos fortaleceram em oração e que são importantes para nós.

Fotos profissionais

Desde o início quis ter fotos profissionais, pois somente assim a Elis terá a recordação desse momento que é tão lindo e importante. Para registrar esse momento, contamos com nosso amigo e fotógrafo Raphael Villanova.

Continue Reading