Vacina BCG

Algumas das pautas que abordo aqui no blog vêem de dúvidas de alguns grupos de mães que participo. E hoje eu trouxe informações sobre a vacina BCG, pois já vi muita mãezinha preocupada sem saber o que fazer pelo fato da marquinha não ter ficado no braço do bebê.

Quem respondeu essa entrevista foi a Dra Bianca Cavichiollo, pediatra neonatal da clínica Lamvie.

O que é a vacina BCG?
A vacina BCG é a vacina Bacilo de Calmette e Guérin. Esse bacilo é um microorganismo não virulento que causa uma infecção artificial da tuberculose, criando imunidade e evitando assim que, quando o indivíduo tiver o contato com o __Mycobacterium_ _tuberculosis_ , ele desenvolva as formas graves da tuberculose.

O que ela previne?
Previne as formas graves de tuberculose: tuberculose miliar e meníngea.

Quando tomar?
O ideal é a aplicação dentro do primeiro mês de vida do bebê ou em sua primeira visita à uma unidade de saúde, ou seja, o mais precoce possível. A vacina só deve ser aplicada em bebês acima de 2 Kg.

Ela dá reação?
As reações são locais, e esperamos que elas aconteçam. Normalmente nas primeiras duas semanas temos uma mancha avermelhada no local da aplicação, entre a terceira e quarta semanas aparece uma pústula (semelhante à uma espinha) com o centro amolecido, que pode ficar com uma crosta. Entre a quarta e quinta semanas essa crosta central sai e se torna uma úlcera que após a sexta semana cicatriza-se, formando a famosa marquinha. É importante salientar que essas são as reações habituais e esperadas, porém alguns bebês podem ter esses processos mais leves e mais lentos. Outros sintomas que podem aparecer são gânglios na axila ou em cima da clavícula. Lesões muito grandes no local da aplicação, inchaço local excessivo, abscesso, febre ou outros sintomas não são reações normais e o pediatra deve ser imediatamente notificado.

O que fazer se não ficar a marquinha no braço?
Calma! Como disse anteriormente algumas crianças tem uma reação mais lenta a aplicação da vacina. Devemos esperar até o sexto mês do bebê para avaliar o aparecimento da marquinha.

E se já tiver passado dos seis meses da aplicação?
Uma nova aplicação deverá ser feita, sempre após consultar o pediatra da criança. O não aparecimento da marquinha pode estar relacionado a problemas de imunidade, então uma investigação deve ser feita com a família e deve-se descartar qualquer doença antes da nova aplicação.

Você também pode gostar de ler