Voando alto chega aos cinemas amanhã

Nós fomos convidadas para assistir em primeira mão o filme Voando Alto (Manou the Swift) que foi produzido pela LUXX Film, com distribuição nacional pela Paris Filmes.
Voando Alto traz uma história de acolhimento independente das diferenças. E uma trama que incita a ter persistência e superar limites. Também mostra que o orgulho pode nos levar a situações difíceis e que ter humildade para aceitar ajuda independente das diferenças pode salvar a vida de quem amamos.
O filme é uma divertida aventura, com cenas de ação, com trabalho em equipe, uma pitada de romance e um final de unidade e aceitação.
A animação chega aos cinemas brasileiros a partir de amanhã (8 de agosto).

Confira a sinopse de Voando Alto
Manou cresce acreditando que ele é uma gaivota como seus pais. Ele se esforça para nadar, pescar e voar como eles, mas não parece muito talentoso. Para o seu grande choque, ele descobre que foi adotado como um filho de uma prole considerada amaldiçoada – as andorinhas. Sua família ainda está ao lado dele, alegando que ele é um pássaro como eles. Especialmente seu irmão gaivota, Luc, o admira. Uma noite Manou não consegue proteger os ovos da comunidade e os ratos conseguem levar um ovo. As gaivotas ficaram indignadas e Manou foi expulso de casa. Totalmente desapontado, ele sai de casa e tropeça em Parzival, uma ave engraçada que não pode voar, mas acaba se tornando um essencial amigo. Manou descobre o jeito “andorinha de ser” com seus novos amigos Yusuf e Poncho, quando ele esbarra em Kalifa, uma deslumbrante andorinha. De repente, ele é surpreendido por uma paquera, que está acima de todos seus outros problemas. São muitos os obstáculos, como ratos que sequestram ovos e uma grande tempestade que ameaça as gaivotas. Manou está empenhado em salvar os dois – corajoso como uma gaivota e inventivo como uma andorinha.

 

 

Você também pode gostar de ler